Eventos

PORTAL & E-BOOK POESIA NO HCPA

E-BOOK POESIA NO HCPA CLIQUE AQUI

INTRODUÇÃO

Um grupo informal de professores, funcionários e alunos do nosso querido HCPA –  

Hospital de Clínicas de Porto Alegre, e colaboradores de outras unidades da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da nossa comunidade – vem se reunindo, de forma sistemática, para desenvolver o projeto “POESIA NO HCPA: O IMPOSSÍVEL CARINHO”, desde o primeiro semestre de 2015.

O nome do projeto deseja homenagear o eminente Manuel Bandeira (1886-1968), autor do poema homônimo:

 

“O IMPOSSÍVEL CARINHO

 

Escuta: eu não quero contar-te o meu desejo

Quero apenas contar-te a minha ternura

Ah se em troca de tanta felicidade que me dás

Eu te pudesse repor

- Eu soubesse repor –

No coração despedaçado

As mais puras alegrias de tua infância!”

 

 

JUSTIFICATIVAS

 

Na medida em que o Projeto foi sendo gestado com a participação de profissionais engajados de forma voluntária, este foi adquirindo caráter cada vez mais inclusivo e interessando a diversos profissionais das áreas as mais distintas: Medicina, Enfermagem, Tecnologias Digitais, Sociologia, Veterinária, Direito, Administração e outras, além da Literatura.

Entendemos que o crescimento deste Projeto não seja casual, mas que reflita um tipo de demanda necessária e pouco vivenciada em nossa sociedade. Muitas vezes, na busca de concretizar objetivos pragmáticos, tem sido relegadas para um plano mais secundário as questões fundamentais relacionadas à condição da própria subjetivação e de equilíbrio do Homo sapiens.

 

 

OBJETIVOS

 

Trata-se de um programa que visa ‘tocar a subjetividade’ dos profissionais que desenvolvem suas atividades em diferentes regiões do conhecimento: na área da Saúde, das Ciências Sociais e Humanas e também na de Tecnologia, buscando explorar novas potencialidades através da linguagem: como desenvolver o gosto à leitura, a convivência com a linguagem poética, exaltando o pensamento, a criatividade, a reflexão crítica e a humanização das relações interpessoais que, no cotidiano de nossas vidas, na instituição hospitalar, no interior das instituições acadêmicas e mesmo em instituições culturais e agremiações esportivas tem se tornado meta cada vez mais difícil de concretizar.

O Programa “Poesia no HCPA” deste modo busca a médio e longo prazo estabelecer pontes entre formas distintas de interação e apropriação da linguagem poética, tendo também como meta a divulgação da produção intelectual e poética dos participantes, através de meios digitais, tais como um portal eletrônico, e-books e impressos.

A inclusão de eventos realizados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, tais como Mini Saraus periódicos com os profissionais, funcionários e convidados, Encontros com crianças, adolescentes e adultos internados no hospital, Concursos de poemas, paralelamente à realização de recitais de música e de canto por voluntários de diferentes áreas, vem somar-se cada vez mais às nossas iniciativas de incentivar a expressão subjetiva, intelectual e criativa de todos os participantes, buscando valorizar a linguagem poética nesta instituição e na comunidade.

 

 

HISTÓRICO

 

A idealização de realizar um volume de poemas do HCPA surgiu em 2013, com o lançamento de vários livros de literatura por autores que trabalham na área da saúde e professores no HCPA, como Waldomiro Manfroi, Gilberto Schwartzmann, James de Freitas Fleck e Rogério Gastal Xavier, todos então com lançamentos na Feira do Livro de Porto Alegre. E, a convite da Administração, semanas após foi realizado evento cultural no Auditório do HCPA, com a apresentação dos autores em mesa-redonda e sarau de poemas apresentados por colaboradores de diferentes áreas, sendo convidados alunos, professores, funcionários e profissionais de diversas áreas que, em participação espontânea e sem ensaios prévios, lotaram as dependências do anfiteatro e com grande aceitação pelos presentes.

A linguagem poética, em que pese o aparente conflito pela velocidade da informação dos acontecimentos no mundo atual, tem precedência nas primeiras falas cantadas da criança e possivelmente constou do linguajar dos povos primitivos, havendo alguns indícios nas tábuas de argila que circulavam como correspondência entre os primeiros indivíduos da civilização mediterrânea, há cerca de 3.500 anos a.C. Ela seria uma manifestação integrada entre as partes mais elaboradas de nossa consciência nos hemisférios cerebrais com os porões subconscientes do tálamo, hipotálamo e hipocampo, onde estariam registradas as informações mais longevas das emoções do indivíduo. Especula-se que possa ser transmitida de gerações.

A criatividade aí encontraria a sua expressão maior e se comunicaria de modo semelhante nas demais manifestações artísticas. Este trabalho do cultivo da linguagem como veículo da expressão sensível encontra também, fundamentalmente, bases para seu conhecimento concreto através do registro escrito. Pode-se, portanto, compreender, a partir de tais relações, o papel que a linguagem poética assume no desenvolvimento da inteligência humana, que é ao mesmo tempo racional e sensível.

A Comissão Organizadora do projeto ficou constituída pelo Aluno Daniel Prates Baldez, Prof. Fernando Antonio de Abreu e Silva, Prof. Gilberto Schwartzmann, Prof. James de Freitas Fleck, Aluna Jeanine Porto Brondani, Prof. José Roberto Goldim, Funcionário Leandro Coimbra, Funcionária Marta Regina Dotto, Enfermeira Mônica Schnepfleitner, Prof. Rogério Gastal Xavier (Coordenador), Enfermeira Suzana Müller, Profa. Tânia Weber Furlanetto e Prof. Waldomiro Manfroi.

Em 1º de julho de 2015, foi realizado o primeiro Mini Sarau nas dependências do HCPA, no Saguão do II Andar ao lado do piano, com a participação de cerca de 40 pessoas; e foram abertas inscrições para o Concurso Poesia no HCPA, via Portal Intranet do HCPA, com acesso a todos os profissionais e alunos participantes da comunidade do hospital. Essas atividades tem tido o apoio dos setores de Comunicação e Organização de Eventos do HCPA.

Os Mini Saraus tiveram continuidade mensal, homenageando especialmente os autores sul-rio-grandenses, durante o mês de setembro, e as crianças no mês de outubro. No mês de novembro, houve a realização de exposição de livros dos autores ligados ao projeto e convidados, bem como uma apresentação digital de obras editadas na internet. Houve dois Mini Saraus dedicados aos pacientes internados nas enfermarias. No Salão de Recreação do Décimo Andar da Pediatria em outubro, e no Salão de Recreação do Oitavo Andar para os adolescentes e adultos internados, em dezembro de 2015.

Ao Concurso de Poesia no HCPA, foram encerradas as inscrições em 12/12/2015. A Comissão Julgadora foi composta por pessoas de reconhecido saber da comunidade: Escritora Maria da Graça Fernandes; Escritora Deisi Beier; Escritor e membro da Academia Sul Riograndense de Letras Joaquim Moncks; Escritor, Professor e membro da Academia Sul Riograndense de Letras Cícero Galeno Lopes; Professora de Lingüística Ana Zandwais; bem como pelos membros da Comissão Organizadora: Aluna Jeanine Porto Brondani, Funcionário Leandro Coimbra e Funcionária Marta Regina Dotto, Enfermeira Mônica Schneptleitner e Professor Rogério Gastal Xavier.

A cerimônia de premiação ocorreu no mês de março de 2016, destacando-se os autores Ronaldo Lucena, com o poema Soneto do perfume (Primeiro Prêmio Ouro); Maria Conceição de Oliveira Souza, com o poema Frio=Vida (segundo Prêmio Prata); e Leo Sekine, com o poema Elisa (terceiro Prêmio Bronze).

Em abril de 2016, foi concedida a Menção Especial “Edgardo Rodrigues Xavier”, editor literato e ex-paciente do hospital a Sérgio Diniz Barros Guedes, funcionário do HCPA, pelo conjunto de sua obra poética; e a Menção Especial “Blanca Bender Carpena de Menezes”, poetisa sul-rio-grandense e da Academia Feminina Sul-Rio-Grandense de Literatura, ao escritor e professor Cícero Galeno Ulrroz Lopes, pelo invulgar conhecimento e trato da nossa cultura em sua obra.

Foi seguida no primeiro semestre de 2016, dando continuidade ao projeto, Mini Saraus mensais no Saguão do II Andar, junto ao piano, promovendo a inclusão de pacientes internados nas enfermarias. Constou do programa de cada Mini Sarau uma apresentação musical seguida de explanação sobre o programa e apresentação de autores, finalizada pela leitura de poemas originais apresentados por seus autores, ou por apresentações da literatura poética clássica e regional, através de declamação, realizada com os protagonistas em pé e em semicírculo, dirigida à platéia sentada e observando-se o tempo para o evento de 50 minutos.  

Importante destacar também à realização de sarau no décimo andar da Pediatria, durante o mês de maio de 2016, com a apresentação de um grupo de médicas animadoras “Doutores da alegria” com a participação de crianças internadas que dialogaram com as apresentadoras. Posteriormente, a partir deste diálogo foram produzidos textos pelas apresentadoras e por um dos membros da Comissão Organizadora.

Assim, através das atividades que vem se desenvolvendo de forma sistemática no HCPA, apostamos em novas adesões tanto de profissionais da área da saúde como de profissionais de outras áreas interessados no cultivo da criação literária e poética.

 

COMISSÃO ORGANIZADORA

Daniel Prates Baldez

Fernando Antonio Abreu

Giácomo de Carli da Silva

Gilberto Schwartsmann

James Freitas Fleck

Jeanine Porto Brondani

José Roberto Goldin

Leandro Coimbra

Marta Regina Dotto

Mônica Schnepfleitner

Rogério Gastal Xavier (Coordenador)

Suzana Müller

Tânia Furlanetto

Waldomiro Manfroi


Apresentação do projeto

Matéria sobre o projeto - O Nheçuano (pág. 2)

Cartaz - Mini Sarau e Premiação do Concurso Poesia no HCPA

O Nheuçuano - Nº30 Junho/Julho 2016


Regulamento do Concurso Poesia e Conto no HCPA 2017


 

Concurso Poesia e Conto no HCPA 2016: Poesias do I Concurso

 

 

 

 

 

Comunicação

Recebe nossas notícias no seu e-mail